terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Gotas de Luar




Peguei a bicicleta e saí de manhã, bem cedo, catando as gotas de luar da noite anterior. As guardei conchas na minha mão e espalhei outras pelos cabelos e por todo o corpo. Dobrei a Paissandu, segui pela Pinheiro Machado. Elas eram tantas e cada uma contava a história de um namorado. As gotas de luar são mocinhas em botão que espalham beijos pelo caminho.

Gota de luar acontece em todo lugar. Elas estão nas guerras e na paz, no jardim e na Avenida Nossa Senhora de Copacabana ou entre os quiosques novos da praia. Mas é entre namorados que elas gostam de estar.

Foi a gota de luar que me ensinou que mesmo que o destino seja sempre o chão, é no ar e no infinito de céu acima que se compõe uma canção, que se dá sentido a uma vida.

3 comentários:

Ana Claudia disse...

Dear Sparkling!!! Como tá lindo o seu blog!!! Caguei de rir com a dieta. Será que perdi alguns quilinhos? bjo bjobjo e sucesso!!!

Giancarlo disse...

Maravilhoso seu blog, adorei tudo.
Colocarei nos meus favoritos.

L h disse...

só tem mulher gostosa nesse blog!